o vazio entre a cabeça e a cauda

É um pântano habitado. Ouvimos seres vivos que não vemos. Um crocodilo está ali, sozinho e imóvel, como os crocodilos estão... mas está errado... por dentro? Quando se está confinado nas entranhas de um réptil, sair torna-se uma questão real.

 

O vazio entre a cabeça e a cauda é um espetáculo cuja riqueza visceral compreendemos através das pistas sutis, sonoras e visuais que nos são gradualmente entregues. Enquanto o animal está digerindo, estabelece-se um diálogo físico entre o animal e o que está em sua barriga. Com suave selvageria e humor corrosivo, Rakoo de Andrade constrói aqui um apelo ao estranho que empurra as questões feministas para os confins da metafísica.

 

Esta forma de 20 minutos foi projetada como parte dos solos desenvolvidos na Ecole Nationale Supérieure des Arts de la Marionnette em 2020 e retrabalhada no Jardin Parallèle entre 2021 e 2022.

 

Onde estivemos:​

Fesvtival Découvertes, Images et Marionnettes (Tournai) 2022

Scènes Ouvertes à l'Insolite (Paris) 2022

Festival MIMA (Mirepoix) 2022

Festival Orbis Pictus (Reims) 2022

Festival Mondial des Théâtres de Marionnettes (Charleville-Mézières) 2021

Festival Passages (Metz) 2021

Marché Noir des Petites Utopies (Marseille) 2021
Festival MIMOS (Périgueux) 2021

Proximas datas:

Nuit de la Marionnette (Paris) 2023

Ficha técnica:

Concepçao e atuaçao: Rakoo de Andrade

Olhar externo: Améthyste Poinsot, Nicole Mossoux, David Girondin Moab

 

Uma equipe organiza a criação de um formato longo a partir do vazio.

A cabeça e a cauda também serão encenadas.

Buscamos parceiros e co-produções.

 

Contacte-nos emcollectivespectrolab@gmail.com para mais informações sobre a criação em curso

e difusão da forma curta.